Bem vindos!













Bem vindos ao Monster High School! Fique a vontade e se junte com a gente .::Gossip Monster::.
Vectro Graphics




Últimos Assuntos
















O que está acontecendo atualmente em Chernobyl City?
Últimos assuntos
» {Descrição} Hibridos
Sab Dez 26, 2015 8:30 pm por Mackenzie A. Irvine

» {Descrição} Sacerdotes e Sacerdotisas
Sab Dez 26, 2015 8:26 pm por Mackenzie A. Irvine

» Membros da Casa da Vida
Sex Dez 25, 2015 10:10 am por Mackenzie A. Irvine

» {Descrição} FTCS
Sex Dez 25, 2015 10:09 am por Mackenzie A. Irvine

» {Descrição} Transmorfos
Sex Dez 25, 2015 10:01 am por Mackenzie A. Irvine

» {Descrição} Oráculos
Sex Dez 25, 2015 9:55 am por Mackenzie A. Irvine

» [FP]-Alex Mikaelson
Qui Nov 27, 2014 6:43 pm por Convidado

» [FP] Srta. Annie Voguel
Sex Nov 21, 2014 12:05 pm por Convidado

» [FP] Jessica Hans
Dom Out 05, 2014 11:09 pm por Convidado
















Nossa Staff
Passe o Mouse para ver info






MPPERFIL



MPPERFIL



MPPERFIL



MPPERFIL



MPPERFIL



MPPERFIL



MPPERFIL
Nossos Parceiros
















Aqui são nossos parceiros
Parceiros
Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic button

O Fantasma da Ópera

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Fantasma da Ópera

Mensagem por Convidado em Qua Ago 07, 2013 4:13 pm





Capítulo 1 - Capítulo Único



Europa, meados do século XVII.



E

m meio aquele salão majestoso, revestido com pequenos detalhes de ouro puro, cortinas tingidas de um Carmesim vivo, uma melodia tentadora emanava no ambiente, indivíduos da alta classe apreciavam com ansiedade o espetáculo, trajando vestimentas sublimes em mesclagem com suas máscaras charmosas. Damas, Cavalheiros, reunidos para um espetáculo carregado de luxuria. Olhares radiantes em direção ao centro do salão, o palco e a bela dama que ali, formosa apresentava-se.

A bela voz da moça era apreciada de forma meticulosa pelos demais, sua beleza serena não deixava de ser analisada, seus longos cabelos claros, olhos tão nítidos quanto o azul do mar, a pele pálida dando destaque aos seus lábios rosados... Era o anjo dos reinos imperiais trazendo consigo a beleza de uma alma pura.

Suspiros das damas orgulhosas, cortejos dos rapazes que a contemplavam, elogios de superiores direcionados a garota, tudo enchia-lhe o peito de felicidade. Todo o brilho de seu fabuloso olhar, encandecia a cada aplauso em sua direção. A jovem moça, desceu do palco, sendo cumprimentava pelos jovens apaixonados e seus convites meticulosos a um simples cálice de vinho, negado de forma amena.

Com ajuda de suas delicadas mãos erguendo as laterais do vestido, ao qual transparecia por demais seu corpo deslumbrante aos rapazes ali encontrados, faziam com que concorda-se em estar no auge, como se toda a comemoração fosse em seu nome, algo impuro de pensar-se. Caminhou em direção a mesa de bebidas, servindo-se de uma pequena taça de champanhe, ajeitou suas luvas esbranquiçadas para facilitar o levar do liquido até os lábios, apreciou-o sutilmente.

E no meio do falatório dos convidados, um estrondo foi ouvido, e as luzes apagaram-se. O aposento estava sendo iluminado apenas pela luz do luar, que transparecia pelas extensas janelas envolvidas com cortinas longas até o chão. Algumas pessoas riram achando que tratava-se de um simples evento, outros curiosos comentavam com o parceiro ao lado sobre o ocorrido, mas a jovem moça sabia que algo estava errado, seu coração palpitava ao lembrar-se das possíveis histórias que ouvia de seu avô, lendas de um fantasma, que naquele mesmo local foi assassinado em sua última apresentação da estação.

Uma luz foi acendida em direção ao lustre, a imagem de um rapaz pode ser avistada, deixando a todos sem fôlego para dizer uma única palavra, as vestimentas do individuo eram belas, e sua máscara cobrindo metade de sua face, deixava-o com um ar deslumbrante. Katerine andou em passos rápidos até a sacada, onde teve uma visão melhor. Naquele mesmo momento, o rapaz soltou o lustre, ao qual estava breve para cair em cima de algumas pessoas, o medo estava certo, todos corriam para as saídas, mas Katerine perdida em pensamentos ficou a fita-lo, e sem perceber alguém empurrou-a para a beirada da sacada, a moça perdeu o equilíbrio, fechou os olhos forçadamente com medo, mas sentiu alguém pegar-lhe nos braços, uma sensação de segurança tomou sua mente, assim como pensamentos aleatórios.

Tão bela... Jovem dama.

Ao ouvir o murmúrio suave de uma voz rouca, abriu os olhos e deparou-se com o rosto que permitiu invadir seus pensamentos instantes atrás, os olhos carmesim tornavam o moreno alguém admirável, e a delicadeza que o rapaz tocava-lhe a pele, fazia com que Katerine evitasse aproximar-se mais, temendo perder-se em reflexões novamente. A jovem tentou dizer alguma palavra, mas o nó em sua garganta impossibilitou-a de tal ação, e dos braços do rapaz desfez-se, sendo colocada novamente no chão. De forma cautelosa a garota levou a mão até a face do mesmo, enquanto acariciava o rosto do homem, e de forma curiosa tocava a máscara branca, sentiu-se curiosa ao ver que a pele do rapaz era tão quente quanto um casal em uma noite nupcial, afastou-se um pouco hesitante, mas foi puxada pela cintura, colocando-os em posição de uma dança valsante.

Permita-me acompanha-te nessa doce melodia.

Uma melodia clássica começou a tocar, e sem perceber Katerine já valsava com o rapaz, e em seus olhos viu-se perdida, seu coração palpitava, e o aroma viciante do cavalheiro a sua frente deixava-a anelante, sentia-se em um sonho por conta da tamanha suavidade do toque do homem, da melodia que tanto agradava-lhe. Repousou sobre o tórax do rapaz sua pequena e frágil mão, sentiu o coração do mesmo pulsar de forma intensa, talvez mais palpitante que seu próprio coração, tão real quanto minha própria existência... Um sonho ou não,  a dama não deixava de apreciar aquele momento, sentia-se envolvida por um mistério.

Como retribuição da honra de conceder a dança, Katerine viu o homem reverenciar-se beijando-lhe a mão, tudo naquele momento era um mistério, e era esse mesmo mistério que despertava em sua alma a vontade de acreditar que tudo não passava de uma simples realidade, sentia-se completamente possuída por um personagem fictício. Olhou para os lados novamente, o salão estava vazio, a música continuava a tocar, e o vento gélido invadia-lhe o busto.

Um toque...
Um desejo...
Muitas sensações...
E apenas um sentimento.


A aproximação constante do homem a sua frente, fazia com que katerine sentisse receio e talvez insegurança, o rapaz deu a volta ao redor da moça enquanto passava a mão na cintura da mesma, e com cautela tapou-lhe os olhos com uma das mãos, aproximando os lábios do ouvido da garota '' A noite escura como os meus pensamentos determina o cenário para o meu retorno''. Tais murmúrios foram amenizados pelo roçar dos lábios do mesmo na pele macia da mesma, um suspiro escoou pelo ambiente mesclando-se junto a brisa, suplicava por mais daquele ato. De forma vagarosa, Katerine abriu os olhos ao sentir o afastamento do individuo, e deparou-se com o simples e vazio nada. Colocou a mão em seu pescoço passando o dedo indicador sobre o mesmo, ainda sentia os toques ardentes em seu corpo, leve-me junto a você...

Cada nota deixa em cada um de nós uma lembrança, mas é a melodia inteira que conta uma história.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Fantasma da Ópera

Mensagem por Convidado em Qua Ago 07, 2013 6:26 pm

Caramba, essa é uma das peças mais faladas e valorizada até hoje, é um misto de varios tipo de emoção e eu não tenho nem palavras pra dizer...
Cada fic sua é surpreendente, pena que são capitulos unicos :/

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Fantasma da Ópera

Mensagem por Convidado em Sab Ago 10, 2013 2:24 pm

Aprecio muito peças teatrais misturado com um musical lírico. O filme é uma particularidade minha!! Toda vez que assisto...torço para que tenha um final diferente...pode!? KKKKKKK
Tem gente que não gosta porque diz que é muita música.. Então vá assistir o Rambo, não veja um musical e reclame que tem música.. A música é a essência desse filme e foi muuuito bem interpretada pelo elenco...


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Fantasma da Ópera

Mensagem por Convidado em Sab Ago 10, 2013 2:48 pm

Bem, eu sou particularmente um grande fã da Ópera, e ainda mais do fantasma da Ópera.
Para o fato de ser um capitulo único, deu para se notar o sentimento que existe dentro, tudo bem que foi algo escasso, mais as palavras estão nos levando a outro mundo.
O filme é bom, mais não pega a totalidade da obra escrita. Olha que os franceses são tão perfeccionista.
Mais levando a outro âmbito, não desgosto das tuas palavras, até acho as condizentes com o tempo vivido e as emoções então.. para as poucas linhas acho que se desenvolveu muito bem.. novamente, cuidado com a progressão.. mesmo que esta esteja encadeada a pensamentos!! ^^

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Fantasma da Ópera

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum